O Manchester United confirmou seu favoritismo e venceu o Gamba por 5 a 3, nesta quinta-feira (18), em Yokohama, e garantiu sua classificação para a decisão do Mundial de Clubes. A final, contra a LDU, que eliminou o Pachuca, será disputada no domingo.

O jogo desta quinta-feira foi movimentado, com as duas equipes sem grandes preocupações defensivas. Inferior, o Gamba Osaka tentou surpreender o Manchester United, mas foi superado diante da superioridade do time inglês, mais eficiente nas finalizações e que apostou nas jogadas aéreas para se garantir na decisão do Mundial de Clubes.

O Gamba Osaka não se intimidou com o poder do adversário e dominou o início do duelo, apostando na velocidade de seus jogadores, e teve duas oportunidades para abrir o placar. Aos quatro minutos, Yasusa passou por Neville e finalizou, por cima do gol do Manchester United. Aos 12, em contra-ataque, Bando entrou na área livre e chutou. Van der Sar fez boa defesa e evitou o gol.

Depois do susto inicial, o Manchester conseguiu conter a empolgação do time japonês e passou a dominar o duelo. Aos 15 minutos, Cristiano Ronaldo driblou dois adversários chutou com a perna esquerda. A bola passou perto da trave defendida por Fujigaya. O jogador português seguiu infernizando o Gamba Osaka. Aos 27 minutos, ele finalizou e a bola desviou na defesa adversária.

Giggs cobrou o escanteio e Vidic cabeceou no canto esquerdo do gol japonês, abrindo o placar para o Manchester. O time inglês seguiu apostando nas jogadas aéreas. Aos 32, Cristiano Ronaldo cruzou para Anderson. O brasileiro cabeceou para fora. O segundo gol saiu nos descontos do primeiro tempo. Giggs cobrou escanteio e Cristiano Ronaldo cabeceou no canto direito de Fujigaya.

Superior tecnicamente, o Manchester United continuou melhor no início do segundo tempo. Aos três minutos, Nani fez tabela com Tevez, que deu um passe de calcanhar para o português, que foi travado no momento em que ia finalizar.

Com muita disposição, o Gamba Osaka conseguiu equilibrar o jogo. Aos 19 minutos, Endo cobrou falta e Van der Sar espalmou para o lado. No rebote, Bando chutou rente ao ângulo esquerdo da meta do Manchester.

Depois dos 25 minutos, saíram seis gols. Aos 28, Yamazaki recebeu na entrada da área e bateu no canto esquerdo de Van der Sar. O gol parece ter acordado o Manchester United, que marcou três em apenas cinco minutos e definiu o duelo.

Aos 29, Fletcher lançou Rooney, que apenas tocou na saída do goleiro. O Gamba Osaka quase marcou aos 31 minutos. Endo chutou de fora da área, Van der Sar espalmou e Neville cortou para escanteio. Aos 32, cruzou para Fletcher, de cabeça, marcar o quarto gol do Manchester. No minuto seguinte, Rooney fez o quinto do Manchester, em jogada parecida do seu primeiro gol na partida.

Apesar do placar dilatado, o Gamba Osaka continuou interessado no jogo e conseguiu diminuir a vantagem do Manchester. Aos 38 minutos, Neville cortou um cruzamento na área com a mão. Pênalti para o time japonês, que foi convertido por Endo. Aos 45, o brasileiro Lucas cabeceou rente à trave defendida por Van der Sar.

O terceiro gol do Gamba Osaka saiu no minuto seguinte. Hashimoto chutou forte, sem chances para defesa do holandês. A última oportunidade foi do Manchester United. Nani tocou para Cristiano Ronaldo, que chutou para defesa de Fujigaya.

 

Ficha técnica:

Gamba Osaka 3 x 5 Manchester United

Gamba Osaka – Fujigaya; Nakazawa, Yamaguchi e Kaji; Endo, Yamazaki, Bando, Myojin e Yasuda; Hashimoto e Lucas. Técnico: Akira Nishino.

Manchester United – Van der Sar; Neville, Ferdinand, Vidic e Evra; Scholes, Anderson, Giggs e Cristiano Ronaldo; Scholes; Nani e Tevez. Técnico: Alex Ferguson.

Gols – Vidic, aos 28, e Cristiano Ronaldo, aos 46 minutos do primeiro tempo; Yamazaki, aos 29, Rooney, aos 30, Fletcher, aos 33, Rooney, aos 34, Endo, aos 40, e Hashimoto, aos 46 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Benito Archundia (MEX)

Cartões Amarelos – Yamaguchi (Gamba Osaka); Wayne Rooney (Manchester United)

Público: Não divulgado

Local – Estádio Internacional, em Yokohama (JAP)