O Brasil tem a maior estrela, a melhor campanha e o ataque mais produtivo do torneio olímpico de futebol, mas nem por isso é favorito para o duelo das quartas de final contra Honduras, depois de amanhã. É o que pensa o técnico da seleção, Mano Menezes.

“O adversário está invicto, ganhou da Espanha, e faz boas variações táticas com os mesmos jogadores”, disse o treinador. “Tem dois atacantes rápidos, que se movimentam muito. É um adversário forte.” Na primeira fase, Honduras ficou em segundo lugar num grupo que tinha Espanha, Japão e Marrocos.

Honduras já eliminou a seleção brasileira num torneio. Foi nas quartas de final da Copa América de 2001, na Colômbia. O Brasil era treinado por Luiz Felipe Scolari. “E depois ele foi campeão do mundo”, disse Mano, ao ser lembrado daquela derrota.