Em rápida entrevista coletiva neste sábado, no Parque São Jorge, Mano Menezes confirmou que aceitou o convite para ser o novo técnico da seleção brasileira. E garantiu não se sentir incomodado por ter sido a segunda opção do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que tentou primeiramente a contratação de Muricy Ramalho e não conseguiu a liberação do Fluminense.

“Me orgulhou muito ser o segundo na lista. Nós devemos ter no futebol brasileiro 30, 40, 50 excelentes profissionais. Se eu sou o segundo, estou bem colocado. E fui o segundo para o Muricy, que eu admiro muito”, explicou Mano, revelando que sempre teve o sonho de assumir a seleção, o que agora conseguiu fazer. “Acho que foi mais rápido do que eu pensava.”

“Chego para ser técnico da seleção com muito orgulho. A maioria dos técnicos do Brasil gostaria de estar no meu lugar”, anunciou Mano, confirmando que recebeu a oferta de Ricardo Teixeira na noite de sexta-feira, quando ouviu detalhes do projeto e também fez “alguns questionamentos importantes”. “Eu tenho por linha não fugir de convites importantes”, avisou.

Mano contou que assume oficialmente o comando da seleção na segunda-feira, quando dá entrevista coletiva no Rio e já anuncia a sua primeira convocação – o Brasil faz amistoso contra os Estados Unidos, no dia 10 de agosto, em Nova Jersey. Assim, ele se despede do Corinthians no jogo deste domingo, contra o Guarani, no Pacaembu, pelo Brasileirão.

Durante a entrevista, alguns jogadores do elenco corintiano, liderados por Ronaldo e Roberto Carlos, invadiram a sala para cumprimentar Mano, que se despede do clube depois de três anos de um trabalho vitorioso. E, justamente por “respeito” ao Corinthians, o treinador prometeu manter a concentração no time até o final do jogo de domingo, deixando a seleção para depois.

“Vou falar sobre a seleção, os planos e a formação da comissão técnica a partir de segunda-feira, quando acontecerá a apresentação oficial. Até domingo, vou continuar tendo o máximo respeito com o Corinthians, levando-o como prioridade até o último minuto e dirigindo a equipe contra o Guarani”, disse Mano Menezes, o novo técnico da seleção brasileira.