O técnico Mano Menezes poupou Ronaldo da última partida do Corinthians na fase de classificação do Campeonato Paulista com a intenção de prepará-lo melhor para as finais, mas não quer que a responsabilidade de eliminar o rival São Paulo recaia apenas sobre o atacante. Para o treinador, a pressão precisa ser compartilhada com os outros jogadores.

“O Ronaldo é um dos jogadores que tem capacidade diferenciada para jogos como esse por ter passado por situações. Mas ele não é o único e não poderia ser a minha única esperança para vencer o São Paulo. Não seria suficiente. Como equipe, vamos dar sustentação para que se a bola chegue lá para que ele mostre o que sabe fazer, que é o gol”, afirmou.

A opinião foi compartilhada pelo zagueiro William, que lembrou a reação da equipe contra o Mirassol para avaliar que o Corinthians possui outros jogadores talentosos que podem decidir o confronto contra o São Paulo. “Ele [Ronaldo] é um grande jogador, mas não somos exclusivamente dependentes dele. Domingo, depois de sair de um resultado desfavorável, empatamos e quase viramos com um time bastante alterado”, disse.