O Atlético está praticamente definido para enfrentar o maior rival no importante clássico de amanhã à tarde (16h). A única dúvida está na formação do ataque. Wallyson e Marcinho disputam uma vaga.

Mas dentre as certezas do treinador Antônio Lopes, dois jogadores disputarão seu primeiro Atletiba. O zagueiro Manoel, vindo das categorias de base do clube, e o coringa Wesley, que chegou nesta temporada à Baixada.

Manoel, apesar dos 18 anos, tem sido o principal destaque nos últimos jogos. Na era Antônio Lopes ganhou a titularidade para não largar mais. Sempre bem posicionado na área e com bom porte físico, o zagueiro tem sido preciso na marcação e anulado jogadores adversários importantes.

Como contra o Corinthians, quando não deixou Ronaldo jogar. Até mesmo por ser cria rubro-negra, Manoel sabe o que representa um Atletiba e o que significa perder ou ganhar esse clássico. Nas categorias de formação afirma ter vencido mais vezes o rival e seu cartão de visitas é a conquista de três campeonatos. No entanto, considera o 1.º clássico como profissional muito especial.

“É um jogo onde você tem que estar concentrado todo momento, em todo lance, para não errar. Porque qualquer vacilo pode definir a partida. Quem errar menos, ganha o jogo”, ensina o jovem.

Para que tenha uma estreia vitoriosa, o zagueiro dá a receita. “A equipe deles é muito forte e com excelentes jogadores. Temos que manter o que fizemos nos últimos jogos onde nos apresentamos bem. Marcamos e jogamos bem. É manter isso para sair vencedor deste clássico”, afirmou.

O colega Wesley, não tem tanta afinidade com Atletibas, porque vem do futebol paulista. Porém, já acompanhou os clássicos deste ano, mas no banco de reservas.

Contrato

Entretanto, no domingo, terá a chance de vivenciar as emoções do mais importante duelo do futebol paranaense. Para o jogador, a situação de pressão que vive o adversário, que necessita vencer para não se complicar na classificação, pode ser uma boa arma a ser explorada pelo Atlético.

“Todo mundo sabe o que envolve esse jogo. Tem todo um clima. Mas é complicado porque eles estão abaixo na tabela e não vêm conseguindo os resultados que queriam. Sabemos da qualidade da equipe deles e vamos para lá para fazer um bom jogo”, analisou.

Uma apresentação de gala no Atletiba pode ajudar ainda mais na permanência de Wesley no Furacão para a próxima temporada. O clube já teve uma conversa informal com o procurador do atleta e com o Santos para acertar um novo contrato. Um gol no Atletiba, então, facilitaria a negociação.