O técnico Ricardo Gomes garante estar totalmente concentrado na reta final do Campeonato Brasileiro, mesmo ciente de que o São Paulo não tem mais grandes pretensões na competição. Para ele, as críticas da torcida ou o apoio da diretoria não vão tirar seu foco. “O presidente que vai decidir a vida do clube. Eu só penso no próximo jogo e em terminar bem o campeonato. Tanto em resultados quanto a qualidade de jogo”, avisa.

Durante a semana, Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, presidente do clube, disse que o treinador será mantido no cargo para a próxima temporada. Mesmo assim Ricardo Gomes mantém a seriedade e sua obsessão é fazer o time jogar. “Vocês conhecem o meu contrato, não tem prazo ou multa. O São Paulo tem jogadores que podem render muito mais. A minha ideia é continuar essa busca pela melhor qualidade de jogo.”

Com o empate com o Grêmio, as chances de o time chegar ao G-6 e uma possível classificação para a Libertadores do próximo ano são bem pequenas. “Quando cheguei, estávamos em queda pela saída da Libertadores. Demoramos, mas conseguimos recuperar. Falei que era pensar jogo a jogo. E a situação não muda. O resultado do Corinthians nos deu esperança, mas o empate com o Grêmio nos complica”, diz.

Para ele, a equipe precisa manter o ritmo nos próximos confrontos e não adianta ficar fazendo conta. A intenção é mostrar um bom futebol durante os 90 minutos, como foi contra o Corinthians. “Além de ganhar os três jogos, precisamos que os outros times percam pontos. Entre nós, temos de pensar em melhorar a qualidade de jogo e isso vem acontecendo. Tivemos três tempos muito bons, os dois contra Corinthians e o primeiro tempo com o Grêmio.”