O Estádio do Maracanã será o palco da cerimônia de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, anunciou a secretária estadual de Esportes do Rio de Janeiro, Márcia Lins.

É a primeira vez na história do evento que um estádio não-olímpico sediará as duas cerimônias, disse ela. Márcia lembrou que na China o evento foi realizado no Estádio olímpico de Pequim, conhecido como “Ninho de Pássaro” e que em Londres, no ano que vem, também ocorrerá no estádio olímpico da capital inglesa.

“Sempre acontece no estádio olímpico. O Maracanã não é um estádio olímpico, mas pelo simbolismo, glamour e história, será no Maracanã”, disse ela. O estádio passa por obras de modernização e adaptação para a Copa do Mundo de 2014. Os investimentos são de quase R$ 1 bilhão.

Na semana passada, operários da obra iniciaram uma greve que durou cinco dias e entre as reivindicações dos trabalhadores estavam melhorias na condição de segurança e trabalho.

“Não será uma paralização de cinco dias que vai prejudicar o nosso cronograma. Estamos com o cronograma mantido. A obra ficará pronta no fim do ano que vem e no início de 2013 faremos adaptações de estruturas provisórias para a Copa das Confederações”, disse a secretária.

De acordo com ela, a fase de demolições no estádio deverá ser finalizada em um mês e, a partir de outubro, deve começar a fase de construção de estruturas novas. O efetivo de trabalhadores deve dobrar dos atuais de 2 mil para 4 mil empregados até o final do ano, disse Márcia.