Diego Maradona confirmou nesta segunda-feira (10) que Javier Mascherano, volante do Liverpool, aceitou assumir a braçadeira de capitão da seleção argentina. O meio-campista havia recusado o convite inicialmente. Além disso, Maradona revelou que vai anunciar a sua comissão técnica completa ainda nesta semana.

“Eu o convenci. É uma decisão minha. Lhe expliquei o que sentia e o que ele podia dar à seleção argentina”, explicou Maradona, em entrevista para rádio La Red. O novo treinador da seleção argentina retornou nesta segunda-feira de sua viagem de cinco dias pela Europa para se reunir com jogadores.

Na Inglaterra, visitou Mascherano, que vai substituir Zanetti na função de capitão da seleção argentina. “Ele entendeu que pode contagiar os outros com o que transmite dentro de campo”, afirmou Maradona.

Durante a viagem, Maradona também se encontrou com Messi em Barcelona, esteve com Gago e Heinze em Madrid e com Demichelis e José Sosa em Munique. Além disso, visitou Tevez em um treinamento do Manchester United.

“Todos me responderam muito bem. O saldo é positivo ao máximo. Querem revanche e todos estão dispostos a dar mais do que deram até agora na seleção argentina”, comentou. Principal jogador da seleção argentina na conquista da Copa do Mundo de 1986, Maradona assumiu o comando da equipe na última semana e ainda não definiu o restante da comissão técnica.

“Amanhã teremos que definir. O assunto me preocupa porque não temos muito tempo”, afirmou Maradona, que vai estrear no dia 19 de novembro, em um amistoso contra a Escócia, em Glasgow. O astro revelou que Oscar Ruggeri é um dos seus favoritos, mesmo com a preferência de Julio Grondona, presidente da AFA, por José Luis Brown e Sergio Batista, que trabalham nas categorias de base da seleção argentina.

Maradona garantiu que não descarta estes nomes e admitiu que pode convidar o técnico Miguel Angel Brindissi, com que jogou no Boca Juniors e na seleção argentina durante a década de 80. “Ao meu lado quero alguém que tenha passado por situações limite para que possa transmitir isso aos jogadores. Precisamos de pessoas experientes”.