A saída do atacante Marcelinho Paraíba do Coritiba está praticamente definida. É o que indica a diretoria São Paulo, que apresenta o principal jogador coxa em 2009 como seu primeiro reforço oficial para 2010. O time paulista estaria esperando o final do contrato do atleta, no dia 31 de dezembro.

Apesar da diretoria alviverde ter anunciado acordo com Marcelinho Paraíba até junho de 2010, a informação não consta no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF – um recurso eletrônico da entidade com informações contratuais entre jogadores e clubes.

Uma cláusula no suposto acordo do atleta facilitaria sua saída antes do prazo. O empresário do atleta, Joseph Lee, não confirmou como será a negociação. Mas faz questão de não desmenti-la.

“Ainda vou me reunir com a diretoria do Coritiba”, afirmou. No entanto, o vice-presidente de futebol do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, garantiu como certo que Marcelinho Paraíba vai novamente vestir a camisa do Tricolor Paulista em 2010. “Vai se apresentar com os demais, no dia 7 (de janeiro)”, conta.

Allan Costa Pinto
Carlinhos Paraíba também deve seguir o mesmo rumo na sequência.

Outro jogador que pode estar de malas prontas para o Morumbi é Carlinhos Paraíba. Apesar do vínculo do meia com o Coritiba até março, o vice de futebol do São Paulo diz que pretende se reunir com a diretoria do Coxa.

“Vamos tentar antecipar a vinda dele. Pode ser com o empréstimo de algum jogador ou então de outra maneira”. Barros não informou quais atletas do São Paulo poderiam ser oferecidos. Também não informou se o Coxa estaria interessado em algum jogador em especial.

O coordenador de futebol do Coritiba, Luís Felipe Ximenes, diz que não vai se pronunciar sobre o assunto. Outros diretores do clube, incluso do próximo G9, foram procurados. Também não confirmaram a saída do atual diretor de futebol, João Carlos Vialle.

Os dois Paraíbas já vinham sendo especulados pelo time paulista antes mesmo do Campeonato Brasileiro terminar. Após o rebaixamento, foram os mais perseguidos pelos torcedores que invadiram o gramado do Estádio Couto Pereira.