A estratégia que o Paraná Clube irá adotar na volta à Série B deve ser definida hoje cedo, em treino programado para a Vila Olímpica do Boqueirão. Sem contar com os zagueiros Irineu e Luís Henrique, lesionados, o técnico Marcelo Oliveira amadurece a ideia de armar o time com Kim na lateral esquerda e o consequente deslocamento de Gílson para o meio de campo. Neste caso, o time abdicaria do 3-5-2 e atuaria no 4-4-2.

O treinador gostou do desempenho do time nesta formatação nos jogos contra Operário e Atlético. “Criamos um novo desenho tático que poderá ser muito útil na Série B”, comentou Oliveira, sem antecipar se pretende escalar esse time desde o início do jogo em Juazeiro do Norte-CE, frente ao Icasa.

“Estou estudando, mas o importante é ter variações bem trabalhadas, que podem tornar o time menos previsível”. Marcelo Oliveira ainda espera uma posição do departamento médico em relação a Marcelo Toscano.

No jogo-treino frente ao Atlético, o artilheiro paranista deixou o campo lesionado, após entrada desleal de Paulo Baier, num lance de intermediária. Toscano será reavaliado hoje, mas a princípio deve seguir com a delegação para Juazeiro. A viagem acontece amanhã cedo.