O técnico Marcelo Oliveira segue fazendo mistério sobre a escalação do Paraná para o jogo de logo mais, contra o Brasiliente, em Taguatinga. De qualquer forma, ele ao menos admite a postura que espera da equipe para conquistar a primeira vitória após a Copa do Mundo. “Vamos montar um time capaz de surpreender, de ser forte defensivamente e agredir sempre”, disse.

Para Oliveira, é importante repetir contra o Brasiliense o que foi feito no segundo tempo da partida contra o Guaratinguetá, em que o Tricolor pressionou e não deixou o adversário jogar: “O ideal é que se jogue os dois tempos daquela forma, marcando forte, atacando, agredindo. E nós pretendemos retomar essa que é a grande marca do Paraná no ano, que é um time determinado”.

Sobre o Brasiliense ter sido goleado por 6 a 1 para o ASA na última rodada, Oliveira diz que não dá para se iludir com esse resultado. “Eu vi o jogo, e o ASA fez o primeiro gol muito cedo. E aí o Brasiliense teve que sair mais e levou uma goleada. Hoje eles vão querer se redimir na pontução e nós também precisamos pontuar. Não tem que se apegar muito a isso, temos que produzir bem”, completou.