Ao triunfar em uma votação apertada encerrada no final da noite desta segunda-feira, Marcelo Teixeira foi eleito o novo presidente do Conselho Deliberativo do Santos. Ex-presidente do clube, do qual esteve à frente em dois períodos, entre 1991 e 1993 e depois entre 2000 e 2009, o dirigente de 53 anos de idade ganhou esta disputa por apenas dois votos.

Indicado pela chapa “Santos Gigante”, Teixeira recebeu 137 votos, contra 135 de Otávio Alves Adegas, da chapa “Somos Todos Santos”, que era apoiada por José Carlos Peres, eleito novo presidente do Santos há pouco mais de uma semana ao superar Modesto Roma Júnior. Este último fracassou na tentativa de se reeleger no cargo.

Eleito para um posto que é considerado o segundo mais importante na escala de poder dentro do Santos, Marcelo Teixeira estará novamente em evidência no clube e terá Matheus Guimarães Cury (primeiro vice-presidente), Luiz Simões Polaco Filho (segundo vice-presidente), Daniel Nascimento Cury (primeiro secretário) e Daniel Pereira Alves (segundo secretário) como integrantes do seu Conselho Deliberativo.

Durante o período consecutivo mais longo de gestão no qual esteve à frente do Santos por quase uma década, Teixeira foi o mandatário maior do clube na mesma época em que Robinho e Diego surgiram como grande dupla que levou o time ao título do Brasileirão de 2002, que o atacante voltaria a conquistar em 2004.

Também na noite desta segunda-feira foi realizada a posse simbólica de José Carlos Peres como novo presidente do Santos e de Orlando Rollo como seu vice. E a eleição na qual Teixeira triunfou evidenciou como o clube está rachado politicamente atualmente, pois a diferença de apenas dois votos configurou um “empate técnico” entre os candidatos à presidência do Conselho Deliberativo.