O clima esquentou nesta sexta-feira pela manhã no treino do Corinthians no Parque São Jorge, apesar de o time não ter mais objetivos no Campeonato Brasileiro, no qual fechará a sua participação neste sábado, contra o Atlético-MG, no Mineirão. O meia Marcinho e o lateral-direito Denis trocaram agressões e acabaram sendo contidos pelo paraguaio Balbuena e pelo volante Moradei, que evitaram uma briga ainda pior.

O conflito começou porque Marcinho ficou indignado depois de receber uma entrada mais forte de Denis durante o rachão comandado pelo preparador físico Walmir Cruz. Após sofrer a falta, o meia respondeu com um carrinho violento, fato que gerou a briga, que contou com socos e pontapés trocados entre os jogadores.

Curiosamente, o técnico Mano Menezes não viu a briga, pois não estava em campo na hora do rachão. O treinador costuma acompanhar esse tipo de atividade, apesar de ser de caráter recreativo antes das partidas.

A briga desta sexta-feira envolveu dois jogadores que não estão tendo sucesso pelo Corinthians. Contratado do Noroeste, Marcinho disputou 14 partidas e marcou apenas dois gols. Improvisado como lateral-esquerdo, o jogador também não agradou aos torcedores corintianos.

Já Denis vem apenas treinando no Corinthians e não tem sido relacionado para os jogos, apesar de ter contrato com o clube até agosto de 2011. O jogador recorreu à Justiça para deixar o Santos no ano passado para poder atuar pelo time corintiano, mas não agradou a Mano Menezes e acabou sendo descartado dos planos do treinador. O jogador quase foi transferido para o Avaí, mas a negociação fracassou.