A ponteira Mari, campeã olímpica (Pequim/08), está entre as 12 jogadoras da Unilever relacionadas para a partida contra o Usiminas/Minas, quinta-feira, às 19h45, no ginásio do Maracanãzinho, válida pela quarta rodada do returno da Superliga 2010/11.

Se não houver nenhum contratempo nos treinos desta semana, o técnico Bernardinho vai relacionar a jogadora, que há cinco meses passou por cirurgia para correção de ruptura total do ligamento cruzado anterior do joelho direito.

“Só precisamos observar a semana de treinamento, mas a ideia é que ela já integre efetivamente o grupo no jogo”, diz o treinador. “Trata-se de uma grande jogadora, um reforço importante. Será uma volta gradativa”, afirma.

Longe de competições desde 26 de agosto de 2010, quando sofreu uma entorse durante a vitória do Brasil sobre a Polônia pela fase final do Grand Prix, Mari está feliz com a perspectiva de estrear oficialmente com a camisa da Unilever.

“Ainda estou longe de minha condição ideal, mas acho que já posso ajudar o time em algumas situações de jogo”, comemora a ponteira paulista, de 27 anos. “O mais difícil nesse período de recuperação foi controlar a ansiedade, ter paciência para cumprir todas as etapas e voltar no momento certo, evitando riscos desnecessários.”

A decisão da comissão técnica em relacionar Mari para a partida de quinta-feira considerou fatores clínicos, físicos e técnicos. Segundo o médico da Unilever, Ney Pecegueiro, que operou a jogadora e acompanhou sua recuperação, a previsão inicial era de que Mari fosse relacionada para o jogo do próximo dia 24, contra o Pauta/São José, em Santa Catarina.

“A evolução da recuperação tem sido satisfatória e, por isso, optamos por colocá-la na relação de jogo contra o Minas, que é uma partida importante”, diz o médico.