A maratona de Marílson Gomes dos Santos começou cedo: com o cancelamento dos voos para Nova York por causa do furacão Sandy, o brasileiro chegou ontem à cidade e pouco pôde descansar até agora. Mesmo assim, ele minimizou esse problema, disse estar melhor do que na Olimpíada de Londres e só mostrou preocupação com o frio que costuma acompanhar os atletas na Maratona de Nova York.

O grande problema de Marílson para os Jogos de Londres foi uma lesão no joelho, que atrapalhou seu tempo de treino. Mesmo assim ele ficou em quinto lugar e foi o melhor brasileiro da prova. Agora, 100% recuperado da contusão, ele disse que nada o atrapalhou e comemorou: “não fiz mudança nenhuma nos treinos e tive mais tempo para me preparar para Nova Iorque, então estou melhor”.