O Napoli quase estragou a festa, mas não impediu que o centroavante alemão Mario Gomez desse seu show particular na vitória do Bayern de Munique sobre o time italiano por 3 a 2, nesta quarta-feira, na Allianz Arena, em Munique, pela quarta rodada do Grupo A da Liga dos Campeões da Europa. Artilheiro do Campeonato Alemão, Gomez mostrou seu faro de goleador ao marcar os três gols da equipe alemã – todos no primeiro tempo -, que fez 3 a 0 no placar, mas depois passou um pouco de sufoco ao sofrer dois gols de cabeça.

O resultado positivo mantém o Bayern de Munique na liderança da chave, com 10 pontos, mas ainda não o garantiu nas oitavas de final. Isso porque o Manchester City foi até a Espanha e derrotou com autoridade o Villarreal por 3 a 0. Com sete pontos, o time inglês assumiu a segunda colocação e deixou o Napoli com cinco, em terceiro. A equipe espanhola é a lanterna, ainda sem pontuar.

Na quinta rodada, marcada para o próximo dia 22, o Bayern de Munique tem tudo para garantir a classificação, pois joga em casa contra o Villarreal. Em Nápoles, na Itália, Napoli e Manchester City farão um confronto direto pela segunda vaga do grupo às oitavas de final da competição europeia.

Em Munique, o show de Mario Gomez começou aos 17 minutos. O atacante recebeu na entrada da área, deu um drible no zagueiro Campagnaro e bateu forte e cruzado para abrir o placar. Seis minutos depois, em posição duvidosa, marcou de cabeça após cruzamento de Schweinsteiger. E, aos 41, fez o terceiro ao aproveitar rebote do goleiro De Sanctis.

Em desvantagem no placar, o Napoli foi para o ataque e conseguiu diminuir ainda no primeiro tempo. Aos 45, após falta cobrada pelo lado esquerdo, o zagueiro Federico Fernández marcou de cabeça. O mesmo defensor, novamente em uma cabeçada, marcou o segundo gol dos napolitanos, aos 34 da segunda etapa, depois de uma falta bem cobrada pelo suíço Inler.

Na Espanha, o Manchester City jogou com autoridade e não deu chances ao desfalcado e desmotivado Villarreal. Yaya Touré se destacou ao marcar dois gols – um em cada tempo – e o polêmico atacante italiano Mario Balottelli completou o placar com um gol de pênalti sofrido por ele mesmo.