Depois de registrar uma volta seis décimos mais veloz que a de seu principal rival, Lewis Hamilton, e registrar a pole position, Felipe Massa era só alegria em Cingapura. A conquista de ontem foi importante e histórica para o brasileiro. E ele sabe disso.

Importante pelo fato de a posição de honra vir em um circuito de rua, onde as ultrapassagens são difíceis, e à frente de Hamilton. E histórico por causa de Cingapura ser a primeira corrida noturna da história da F1.

“O carro estava perfeito, muito bom para uma pilotagem suave, e procurei a volta perfeita – que sempre acontece quando você tem um bom carro. Não cometi erro nenhum, foi uma ótima conquista”, comentou Felipe, que descreveu o fim de sua volta rápida.

“É um sentimento ótimo. Quando cheguei na última curva, sabia que não erraria mais. Então, percorri a primeira perna perfeitamente, e, quando cheguei à segunda, pensei: ‘vamos com calma’. Mas era impossível!”, continuou.

“Sendo assim, pisei fundo e foi fantástico. É o sentimento mais incrível que você pode sentir como piloto. É muito difícil, em uma pista como esta, entrar certo em cada curva”, completou Massa, que passou a ser o terceiro maior brasileiro no número de poles, atrás de Ayrton Senna e Nelson Piquet.

Consciente da magnitude da corrida cingapuriana em todos os sentidos, o ferrarista espera manter o ritmo na corrida de hoje. “Esta é uma prova importante para a F1. Será um sentimento mais fantástico ainda se a gente vencer no domingo.”