Felipe Massa não esconde a empolgação pela nova chance de liderar uma equipe na Fórmula 1. Satisfeito com a transferência da Ferrari para a Williams, o brasileiro admite que a mudança será benéfica para sua autoconfiança na Fórmula 1, após ser ofuscado nos últimos três anos por Fernando Alonso na escuderia italiana.

“O mais importante é que a Williams quis contar comigo”, disse um empolgado Massa, em entrevista à Autosport. “Isso é algo muito bom, ir para uma equipe que quer ver você liderando. Então, estou muito feliz por isso”.

A contratação de Massa se destaca principalmente porque o brasileiro não precisou entrar com patrocinadores para obter a vaga na nova equipe. Na segunda, logo após o anúncio, a própria Williams destacou que Massa não era um “piloto pagante”. O brasileiro, portanto, conquistara seu lugar por méritos e por sua larga experiência na categoria.

“Acho que tenho muito a dar a Williams, porque adquiri muita experiência na Ferrari. Sei que posso contribuir bastante, principalmente neste momento de mudanças no regulamento”, ressaltou o brasileiro, referindo-se às alterações no motor e na aerodinâmica dos carros a partir da temporada 2014.

Motivado, Massa espera estabelecer um vínculo de longa duração com a Williams. “É o que estou procurando e estou pronto para isso”, disse o brasileiro, sem revelar o tempo atual de contrato. Na segunda, a Williams disse apenas que se tratava de vínculo de “múltiplos anos”.

“Não é apenas um contrato de um ano. É mais do que isso. Então, estou muito feliz e pronto para dar o máximo que eu puder”, desconversou Massa, sem confirmar o tempo de contrato. Estima-se que o vínculo seja de dois anos, com opção de renovação por mais uma temporada.