Soberano assim como na classificação, Felipe Massa, da Ferrari, venceu o GP da Turquia da Fórmula 1, disputado em Istambul. Foi a terceira vitória seguida do brasileiro no circuito, que conseguiu assim assumir a vice-liderança do campeonato e se aproximar do líder Kimi Raikkonen na classificação do campeonato. O finlandês da Ferrari terminou em terceiro, logo atrás de Lewis Hamilton, da McLaren.

Com o resultado na Turquia, Raikkonen ainda lidera, com 35 pontos, com Massa em segundo, com 28 pontos, empatado com o terceiro Hamilton (vantagem para o brasileiro no número de vitórias (2 a 1). Completando 257 Grandes Prêmios, Rubens Barrichello fez uma corrida conservadora, dentro dos limites do carro da Honda, e terminou em 14º lugar. Nelsinho Piquet (Renault) fez uma boa corrida. Apesar de ter cometido alguns pequenos erros, o brasileiro também foi protagonista de uma bela ultrapassagem sobre Jenson Button (Honda), na 36ª volta. Ele terminou em 15º.

Na largada, Massa saiu bem e manteve a ponta. Heikki Kovalainen (McLaren) bobeou e caiu de segundo para quarto. Com isso, Hamilton subiu para segundo e Robert Kubica (BMW-Sauber) para terceiro. Raikkonen levou um toque de Alonso logo na primeira curva e caiu de quarto para sexto, logo atrás do espanhol. Nas última colocações, Fisichella acertou a traseira do carro de Nakajima logo na primeira curva. O italiano abandonou na hora e o japonês foi obrigado a parar no box para trocar a asa traseira.

Duas voltas depois, com a relargada, Raikkonen ganhou duas posições, por conta de uma parada prematura de Kovalainen no box e de uma ultrapassagem sobre Fernando Alonso (Renault). O finlandês já era quarto e ganhou o terceiro lugar de Kubica no intervalo entre as paradas.