O atacante do Vitória, Allann Delon, levou um tiro de revólver na boca, ontem, de madrugada, no bairro da Pituba, em Salvador, depois de sair de uma festa, na casa de parentes. O jogador está prestes a ter seu passe negociado para o Inter-RS, mas agora a conclusão da transferência vai depender de sua recuperação. Segundo informações da mulher, Saionara Silva, que acompanhava o jogador, o carro dele, foi fechado pelo Palio cor prata dos marginais, na Praça Nossa Senhora da Luz, por volta das 2 horas da manhã.

De acordo com Saionara, o jogador não reagiu, mas ela acredita que Delon foi reconhecido pelos bandidos. “O que estava mais à direita foi logo descendo pra atirar”, disse. Saionara afirmou que ela e o marido voltavam de uma festa na casa de um tio, quando foram surpreendidos.

Os marginais fugiram sem levar nada. A polícia trabalha com a hipótese mais provável de tentativa de assalto, mas o jogador será ouvido assim que tiver condições de falar. Delon passou o dia sedado. O impacto da bala quebrou três dentes, atingiu o maxilar e cortou a língua do jogador, que foi internado no Hospital Aliança, onde aguardava a presença de um cirurgião-dentista, ontem à tarde.

Segundo o assessor de comunicação do Vitória, Jovino Pereira, somente depois da avaliação do médico, será possível definir se o jogador vai precisar ou não operar o maxilar. O diagnóstico inicial revela que os ferimentos não deixarão seqüelas.