Gil Cordeiro é uma das feras
que vai estar nas direitas
da Praia Brava de Matinhos.

A pacata Matinhos, berço do surfe paranaense, recebe neste fim de semana o “Lui Lui Surf Festival”, etapa de abertura do Circuito Brasileiro de Surfe Universitário. As baterias, que deverão reunir cerca de 80 atletas. A competição vale como seletiva para os estudantes devidamente matriculados em faculdades do Paraná. Seis surfistas, quatro da categoria masculina e duas da feminina, estarão classificados para a grande final no início de dezembro, na praia de Maresias, em São Sebastião, no litoral paulista.

Além das disputas no mar, o evento vai movimentar as principais faculdades, com palestras com vários temas de interesse dos participantes. Amanhã, no auditório Alceu Amoroso Lima, da PUCPR, em Curitiba, entre as 19h e 22h, cinco temas serão abordados nas palestras sobre “Defesa do Oceano e Responsabilidade Social”, com o Instituto Pharos; “Oportunidades de Atuação no Mercado do Surfe Nacional”, com o Instituto de Desenvolvimento do Surfe (Ibrasurf), responsável pela organização do Circuito; “Estrutura e Mercado de Escolas de Surfe”, com Rodrigo Alan de Lima; “Confederação Brasileira de Surfe”, com o presidente da entidade, Juca de Barros; e “Doping no Surfe”, com o médico Otávio da Silveira Neto.

Nas ondas, os destaques ficam por conta dos experientes Gil Cordeiro, da Isulpar, e André Portugal, da Tuiuti; do vencedor da seletiva paranaense no ano passado, Clóvis Salgueiro, da Unespar; e Serginho Laus, também da Tuiuti. Entre as meninas, quem merece atenção é Priscila Barcik, da Tuiuti e Paula Drummond, da PUC.

Estarão em disputa os títulos das categorias universitária masculina e feminina e por equipes, além do tag team (revezamento entre faculdades). O campeonato apresentará um formato inovador, proporcionando a todos os atletas a possibilidade de recuperação de uma performance ruim na fase inicial do evento. Todos os surfistas competem em baterias de quatro atletas por duas vezes. Serão somadas as quatro melhores ondas de cada atleta e os oito melhores classificados seguirão para a semifinal, daí valendo o sistema normal de competição, com duas baterias de quatro atletas, sendo que os dois melhores de cada uma fazem a decisão.

O campeão brasileiro universitário masculino volta para a casa com um Renault 0 km e uma passagem aérea para Paris. A melhor surfista do Circuito também viaja para a capital francesa. Em cada etapa os vencedores ganharão passagens aéreas para qualquer lugar do Brasil. Os vice-campeões levam pranchas Storm Rider e os quatro finalistas terão kits Billabong, Lui Lui, Bully?s, Renault e Sundown.

Mais informações sobre o campeonato pelo telefone (11) 5183.8366. O Lui Lui Surf Festival tem apresentação da TAM, com o patrocínio da Renault e Billabong.

Noite de ondas no Callas

Amanhã, na Callas Lounge Bar recebe a festa do lançamento da nova edição da revista Boards, especializada em esportes alternativos. Além da revista, o evento marca também o início dos cursos de salvamentos e resgates aquáticos da empresa californiana K-38 no Brasil, ministrado pelo curitibano Marcelo Ulyssea. Outra atração da noite fica por conta da avant-première no Brasil do filme “Quarta- feira dos 100 pés”, que conta como os pernambucanos Carlos Burle e Eraldo Gueiros enfrentaram sozinhos durante uma hora e meia o maior swell já visto em Mavericks, Califórnia (EUA), com o brasileiro Carlos Burle dropando a maior onda registrada até agora, estimada em 67 pés, o equivalente a um prédio de 8 andares.

Dos mesmos produtores do premiado filme de surfe “Wipped”, a Powerlines Productions traz aos curitibanos a sessão de ondas grandes do inverno 2002.

Junto à avant-première, será dado o pontapé inicial dos cursos de resgate e salvamento aquático no estilo norte-americano. A empresa K-38 Water Safety da californiana Shawn Alladio, chegou ao Brasil por intermédio de Ulyssea, que atualmente trabalha nos EUA.