Quando Traffic e Palmeiras anunciaram que nenhum atleta deixaria a equipe antes do término do Brasileirão, se esqueceram de dizer que aqueles que não pertencem à empresa poderiam ser negociados. Esta é a explicação que os cartolas palmeirenses usam para a provável saída do zagueiro Maurício Ramos, que pertence ao Iraty (PR) e tem proposta do Standard Liège, da Bélgica.

A saída de Maurício Ramos já foi até anunciada por Sérgio Malucelli, presidente do Iraty. “Com o pessoal da Bélgica já está tudo acertado. Um representante nosso vai a São Paulo conversar com o Palmeiras”, disse o dirigente, lembrando que o zagueiro está emprestado ao Palmeiras até o final do ano.

O Standard Liège ofereceu 2,4 milhões de euros (R$ 6,2 milhões) por Maurício Ramos, o que já agradou ao Iraty. O Palmeiras poderia ainda exercer o direito de compra de 50% dos direitos federativos do zagueiro. O prazo, segundo o clube paranaense, vence nesta terça-feira. Por isso mesmo, a diretoria palmeirense ainda não confirma a provável saída do jogador.

A provável saída do titular Maurício Ramos obriga o Palmeiras a correr atrás de outro zagueiro nesta última semana da janela de transferências internacionais. E a primeira opção parece ser Edu Dracena, que acaba de rescindir seu contrato com o Fenerbahçe, da Turquia.

Renato Abonízio, irmão e agente do zagueiro, revelou nesta segunda-feira que Edu Dracena pode voltar ao futebol brasileiro desde que receba uma boa proposta. Ele ressalta, porém, que dois clubes italianos já demonstraram interesse na contratação. “Mas não tem nada oficial ainda”, explicou.

REFORÇO – Outra negociação que deve ser definida nos próximos dias envolve Vágner Love. O atacante, segundo dirigentes do Palmeiras, terá uma resposta do presidente do CSKA Moscou até quarta-feira, confirmando ou não a sua liberação.