“Acho que ainda não cheguei aqui. Vou estrear sábado (hoje) e com uma bela vitória”. A afirmação foi do goleiro Mauro, que assumiu com personalidade os deslizes nos jogos contra Avaí e Fortaleza.

Em Florianópolis, na sua estréia, Mauro levou um gol do goleiro Eduardo Martini, num tiro de 80 metros. Na Vila Capanema, foi vencido pelo zagueiro Gaúcho, numa cobrança de falta “do meio da rua”. Falhas que tiraram o sono, mas não a confiança do jogador.

“Não fui bem. Mas acho que tudo de ruim que tinha que acontecer com o Paraná e comigo já aconteceu. Vou dar a volta por cima”, assegurou o experiente goleiro. Mauro disse que se cobrou pelo que aconteceu.

Em especial no jogo frente ao Avaí, com repercussão nacional e até mundial. “Fiquei dois dias sem dormir. Nunca havia acontecido algo igual. Foi o pior jogo da minha vida. Mas já passou”, admitiu o jogador.

Mauro também assumiu ter falhado no gol do Fortaleza. “Era um lance defensável”, resumiu. O goleiro disse que pesou o fato de ainda não estar adaptado ao gramado de Vila Capanema.

“Pelo que via, a grama é sempre molhada. Isso pode ter contribuído, mas o mais importante é que o time reagiu”, destacou o camisa 1. Mauro espera apagar esses lances com boas atuações nos próximos jogos, a começar desse duelo decisivo com o Marília. “Vai ser assim, de defesa em defesa, até conquistar a confiança de todos”, arrematou Mauro.