A McLaren Electronic System, subsidiária da McLaren, pediu desculpas à Red Bull por um problema no software da unidade de controles do carro que fornece para as equipes da Fórmula 1 e que contribuiu para o início ruim do piloto australiano Mark Webber no GP da Austrália, realizado no último domingo.

Em um comunicado, a McLaren disse nesta quarta-feira que as “unidades eletrônicas funcionaram sem incidentes em Melbourne”, mas que uma falha de software levou o sistema de Webber a “ter que ser reiniciado durante a volta de apresentação”. A McLaren reconheceu que atrapalhou os preparativos do piloto australiano para o início da corrida. “Por isso pedimos desculpas a Mark e sua equipe”, disse.

O incidente provocou reclamações de Christian Horner, chefe da equipe Red Bull, após a prova de domingo. Webber garantiu a segunda colocação no grid do GP da Austrália, mas teve uma largada muito ruim e terminou a primeira volta na sétima colocação. O piloto concluiu a prova no circuito de Melbourne em sexto lugar.