O meia-atacante Lucas Vázquez, que havia sigo negociado com o Espanyol, foi resgatado pelo Real Madrid a pedido do técnico Rafa Benítez e se tornou o primeiro reforço do clube nesta nova era do clube sob o comando do treinador espanhol.

Por meio de um comunicado oficial divulgado nesta quinta-feira, o Real informou que “recuperou os direitos federativos de Lucas Vázquez dentro do acordo existente com o Espanyol”. O clube usou uma cláusula contratual de recompra para voltar a contar com o jogador que fazia parte da base do time merengue e agora assinou um acordo para defender a equipe madrilenha por cinco temporadas.

Com 24 anos de idade, Vázquez nunca defendeu o time principal do Real em um jogo oficial, depois de ter se transferido para o Espanyol na temporada 2014/2015. Pela equipe de Barcelona, ele disputou 39 partidas, marcando quatro gols e dando quatro assistências.

No perfil do atleta no site do Real, o clube descreve Vázquez como um jogador de “velocidade e habilidade com a bola” e “muito perigoso” no ataque. “Seu trabalho, esforço e constância o ajudaram a fazer parte do elenco principal, depois de se destacar na base madridista e passar uma temporada no Espanyol”, enfatizou.

Rafa Benítez aposta no sucesso do futebol da promessa depois de ter sido contratado para o lugar de Carlo Ancelotti, demitido ao final da última temporada europeia. O Espanyol, por sua vez, lamentou o fato de não poder contar mais com Vázquez. “Mesmo querendo muito seguir contando com o jogador, o Real exerceu seus direitos federativos sobre ele”, admitiu o clube em um comunicado, no qual também agradeceu ao atleta “pela dedicação e serviços prestados” e desejou sorte neste retorno ao time de Madri.

Como consolo, o Espanyol tem apenas o fato de que poderá exercer o seu direito de receber 25% do valor de um futura venda do jogador a um outro clube.