te61010205.jpg

Ricardo Mello avança no ranking da ATP.

São Paulo – O paulista Ricardo Mello está próximo de atingir o posto de tenista número 1 do Brasil. Na relação divulgada ontem pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), ele ganhou três posições e aparece como número 56 do ranking de entradas, que leva em conta os resultados das últimas 52 semanas e serve para definir os cabeças-de-chave dos torneios. Já Gustavo Kuerten, afastado das quadras desde setembro por causa de uma cirurgia no quadril, caiu sete posições e está na 52.ª colocação.

Nesta semana, Mello disputa o título do ATP de Delray Beach (EUA), mas não tem de defender pontos, já que o torneio mudou de data: no ano passado foi realizado em setembro. Com isso, dependendo de sua campanha, ele pode tomar o lugar de Guga, que só deve voltar a jogar em abril.

Já Flávio Saretta segue como terceiro melhor do Brasil, mas caiu três posições e aparece como 113.ª do mundo. Quem se deu bem foi o mineiro André Sá, semifinalista no Havaí, que ganhou 16 colocações e é o 167.º do ranking, enquanto Júlio Silva deu um salto de 26 posições por conta de suas participações em challengers nas últimas semanas, aparecendo como 184.º do mundo.

Federer

Mesmo tendo caído nas semifinais do Aberto da Austrália, onde defendia o título do ano passado, o suíço Roger Federer segue na liderança do ranking de entradas, agora com 5.975 pontos, contra 4.140 do australiano Lleyton Hewitt, vice em Melbourne. Hewitt tomou o segundo lugar do norte-americano Andy Roddick, a quem derrotou na semi. Já o russo Marat Safin, mesmo campeão do Grand Slam, segue em quarto lugar, com 3.360 pontos.

Na corrida dos campeões, porém, a liderança é de Safin, com os 200 pontos conquistados no Aberto. O segundo lugar é de Hewitt, com 183, seguido de Federer, com 140. Esse ranking leva em conta apenas os resultados da temporada e serve para definir os oito tenistas que irão disputar o Masters no final do ano.

Feminino

No ranking da WTA, entidade que comanda o tênis feminino, a norte-americana Serena Williams, ex-número 1 do mundo, deu salto da sétima para a segunda colocação com o título na Austrália. Ela tem agora 4.336 pontos, contra 5.058 da compatriota Lindsay Davenport, a quem bateu na final em Melbourne. Serena tomou o lugar da francesa Amelie Mauresmo, que está em terceiro lugar, com 4.322 pontos. O tênis russo segue com quatro jogadoras entre as Top 10 – Maria Sharapova (4.ª), Anastásia yskina (5.ª), Svetlana Kuznetsova (6.ª) e Elena Dementieva (7.ª).

Entre as brasileiras, a mais bem classificada segue sendo a catarinense Maria Fernanda Alves, que caiu da 175.ª para a 182.ª colocação.