A 80 dias do início da Copa do Mundo, uma comitiva com técnicos da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL) realizaram anteontem uma visita técnica em todos os setores da Arena da Baixada e seu entorno para alinhar as necessidades finais na reta decisiva de conclusão das obras do estádio atleticano, que vai receber quatro partidas do Mundial deste ano. A inspeção foi considerada positiva pelos representantes dos poderes municipal e estadual. “A visita foi boa e estamos todos muito otimistas”, resumiu o coordenador geral para assunto da Copa do Estado, Mário Celso Cunha.

O secretário municipal da Copa do Mundo, Reginaldo Cordeiro, engrossou o discurso otimista do representante do governo estadual e garantiu que todas as obras, inclusive a Arena da Baixada, serão entregues a tempo do Mundial. “Vai dar tempo para concluir todas as obras, que estão todas no prazo. O estádio deixou de ser problema e está dentro do prazo”, emendou Cordeiro.

Foi possível notar um bom número de trabalhadores no canteiro de obras do estádio atleticano e a evolução que o palco paranaense teve nas últimas semanas. Apesar de a estrutura dos vestiários estar praticamente concluída e do cumprimento de outras metas estabelecidas pela diretoria de construção do estádio, como a colocação dos placares e a conclusão da cobertura, os acessos internos do estádio e as cabines de imprensa estão inacabados. Quase 30 mil cadeiras já foram instaladas. A meta estabelecida é de concluir a colocação dos 43 mil assentos até o final da semana que vem.

Assim, pelo menos internamente, o estádio atleticano deverá fazer bonito para os 10 mil expectadores que vão poder acompanhar o jogo teste da Arena da Baixada, agendada para sábado, às 15h. Os detalhes devem ser divulgados nesta semana.