Foto: Valquir Aureliano

Cristian (8) comemora com os companheiros o primeiro gol da fácil vitória atleticana ontem.

O Ventania garantiu um lugar para o Furacão na 2.ª fase do Paranaense. Enquanto os titulares do Atlético se preparavam para o amistoso com o FC Dallas, o time B fez sua parte, jogando um bom futebol e vencendo o Cianorte por 3 a 0.

Numa noite inspirada de Nei, Kaio e Cristian, Pedro Oldoni foi o nome do jogo. Ele marcou os dois gols que fecharam a goleada, comprovando a fama de goleador. O Atlético teve que lutar muito para superar a forte marcação dos visitantes. Com um time que jogava junto pela primeira vez, o Rubro-Negro sofreu com a falta de entrosamento.

A primeira oportunidade clara de gol só aconteceu aos 28 minutos, e foi do Cianorte. Em uma bola levantada na área, o goleiro Guilherme saiu mal e Nelsinho tocou de cabeça. Mas o lateral atleticano, Nei, estava atento e salvou em cima da linha.

A resposta rubro-negra foi imediata e fatal. Aos 31?, Kaio aproveitou uma falta pela direita e cruzou. A zaga do Leão afastou, mas a bola foi parar nos pés de Cristian, que bateu forte e rasteiro, no cantinho.

O gol facilitou as coisas para o Ventania. Atrás no placar, o Cianorte teve que partir para cima, abrindo espaço para as investidas atleticanas. Ricardinho, Pedro Oldoni e Cristian quase marcaram o segundo, mas falharam na hora de finalizar.

Sem alterações, o Atlético voltou do intervalo disposto a liquidar a fatura. Logo aos 6 minutos, Pedro Oldoni recebeu na entrada da área, passou pela marcação e mandou uma bomba, na gaveta.

Mesmo com a vantagem, o Atlético continuou dominando a partida. Nei tentava mostrar a Vadão que merece um lugar na equipe titular, jogando muito pela lateral direita. O Cianorte até tentou diminuir, mas Didi desperdiçou as melhores oportunidades do time do interior.

O ataque rubro-negro ganhou mais movimentação quando o técnico Ivo Secchi trocou Ricardinho por Rogerinho. Numa de suas primeiras jogadas, ele recebeu na área, de frente para o gol, e foi derrubado. O árbitro Nilo de Souza Júnior não marcou o pênalti e ainda mostrou cartão amarelo para o atacante rubro-negro.

Mas Rogerinho não se intimidou e construiu a jogada que sacramentou a vitória atleticana. Aos 43?, ele dominou na direita, invadiu a área e rolou para Pedro Oldoni, que não desperdiçou. Foi o terceiro gol de Pedro, em dois jogos pelo estadual

CAMPEONATO PARANAENSE
1.ª fase – 14.ª rodada
Gols: Cristian, aos 31? do 1.o. Pedro Oldoni, aos 6?, e aos 44? do 2.o tempo.
Árbitro: Nilo Neves de Souza Júnior
Assistentes: Renato Karas e Ismael Ferreira Fonseca
Cartões amarelos: Roberto, Rogerinho (Atlético), Canhoto, Didi, Fábio (Cianorte)
Local: Kyocera Arena, em Curitiba (PR)

ATLÉTICO 3 x 0 CIANORTE

Atlético
­ Guilherme; Nei, Alex, Rogério Corrêa (Léo) e Chico; André Rocha, Roberto (Rodrigo Crasso), Cristian e Kaio; Ricardinho (Rogerinho) e Pedro Oldoni. Técnico: Ivo Secchi.

Cianorte ­
Danilo; Daniel Marques, Willian Pomarola, Nelsinho (Bruno Batata), Montoya e Fernandinho; Mikimba (Valmir), Fábio e Davi; Dudu (Canhoto) e Didi. Técnico: Cláudio Tencati.

Ventania garante a liderança provisória

Enquanto o Furacão fez a festa com o Dallas, o Ventania cumpriu com sobras o dever de casa. Além de garantir o Atlético na segunda fase, com a vitória sobre o Cianorte, o time B rubro-negro conquistou de quebra a liderança do Estadual.

Com os 3 pontos conquistados ontem, o time da Baixada chegou a 25, empatado com o próprio Cianorte, o Paranavaí e o Adap Galo. Mas o poder ofensivo garante ao Atlético o 1.º lugar, com 36 gols e 16 de saldo.

O feito foi muito comemorado nos vestiários da Baixada. ?Essa classificação coroou a 1.ª etapa do nosso trabalho. Iniciamos o Estadual com jogadores que não estavam sendo utilizados e outros que estavam sem atuar, como o Rodrigão. Mas conseguimos fazer um trabalho muito bom nessa primeira etapa?, avaliou o técnico Ivo Secchi.

Pedro Oldoni, o artilheiro da noite, também estava orgulhoso do dever cumprido. ?Esse jogo mostrou que o Atlético tem um grupo forte e todos têm condições de jogar. Agora, temos que continuar em busca do título?, afimou.

Dois destaques do jogo contra o Leão do Vale prometem fazer Vadão pensar duas vezes para escalar o time prinipal. O lateral-direito Nei e o volante André Rocha mostraram que tem qualidade para brigar por uma vaga na equipe de cima. ?Vou buscar o meu espaço no time. Não tive seqüência de jogos, agora vou dar o máximo para recuperar o meu lugar no Atlético?, avisou André. O próximo desafio do Furacão será, domingo, na Baixada. Contra o Iguaçu, o Atlético tenta encerrar a 1.ª fase como líder do Estadual.