Todo início de temporada é a mesma coisa. São campeonatos estaduais pouco atrativos e públicos cada vez menores nos estádios pelo Brasil no primeiro trimestre do ano. Em 2018 não está sendo diferente. Poucos clubes, até agora, registraram boas médias de público neste começo de ano. Coritiba, Atlético e Paraná Clube sequer aparecem no top-10 entre os times que disputam as Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro que levaram mais torcedores aos seus estádios até o momento.

Entre o Trio de Ferro, mesmo vivendo uma fase ruim, o Coxa é o melhor paranaense colocado no ranking, mas só aparece na 12ª colocação. Em cinco jogos realizados dentro de casa, o Alviverde teve uma média de 7.989 torcedores por partida. Apesar da instabilidade na temporada e de ainda não passar a confiança que o torcedor espera, o time alviverde teve jogos mais atrativos no Couto Pereira.

O Coritiba registrou seus melhores públicos no Atletiba, ainda pela primeira fase do Paranaense, e na decisão da Taça Dionísio Filho contra o Rio Branco. Na partida contra o Atlético, pouco mais de 13 mil torcedores pagaram para assistir a vitória rubro-negra no Couto Pereira por 1×0. Na finalíssima da primeira etapa do Estadual, o clube registrou quase 12 mil pagantes, que acompanharam a conquista do título dentro de casa.

Na bronca com a diretoria, torcida do Furacão ainda não lotou a Arena. Foto: Albari Rosa
Na bronca com a diretoria, torcida do Furacão ainda não lotou a Arena. Foto: Albari Rosa

O Furacão, por sua vez, apesar de ter um calendário mais atrativo com relação ao rival, registrou público menor nas sete partidas que fez dentro da Arena da Baixada. Foram, em média, 6.652 torcedores por partida nas cinco partidas realizadas pelo Campeonato Paranaense e nos dois duelos pela Copa do Brasil.

No entanto, a constante briga entre a diretoria do Rubro-Negro e torcida esvaziou a Arena nos últimos tempos. A organizada Os Fanáticos, por exemplo, não tem entrado no estádio recentemente. Assim, o caldeirão atleticano, considerado o terror dos adversários no final dos anos 90 e início dos anos 2000, perdeu sua particularidade e passa longe de assustar os times que vêm jogar em Curitiba.

Tricolor tem média de apenas 3700 pagantes por jogo. Foto: Albari Rosa
Tricolor tem média de apenas 3700 pagantes por jogo. Foto: Albari Rosa

O Paraná Clube, que não jogou dentro de casa pela Copa do Brasil e faz uma campanha ruim no Paranaense, aparece somente com a 32ª melhor média de público do Brasil. O Tricolor atraiu em média 3.711 torcedores por partida. Exemplo do esvaziamento da Vila Capanema com relação a última temporada foi o clássico Paratiba, realizado nesta quarta-feira (7), que registrou pouco mais de 3 mil pagantes.

Outros dois times paranaenses aparecem entre os 60 clubes com melhores médias de público do Brasil neste ano. O Londrina, já eliminado da Copa do Brasil e irregular no Estadual, registrou média de 1.708 torcedores por partida e figura na 46ª colocação no ranking. O Tubarão aparece com uma das taxas de ocupação mais baixas, com apenas 6% da capacidade do Estádio do Café.

Confira a classificação completa do Paranaense

Por fim, o Operário está na 49ª posição, com média de 1.624 pessoas por jogo no Germano Krueger, mesmo disputando a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense. Neste ano, a partir de abril, o Fantasma terá a Série C do Campeonato Brasileiro para disputar e, com certeza, deverá elevar essa média durante a temporada.

Outros

Entre os times que registraram, até agora, melhor média de público, estão times paulistas e mineiros, que contam atualmente com competições estaduais mais atrativas. O Palmeiras lidera o ranking, com média de 28.883 torcedores por partida. O Corinthians vem logo em seguida com média de público de 25.496.

O terceiro é o Cruzeiro, que levou 22.672 torcedores por partida. Fecham o top-5 o Atlético-MG, com 16.728 torcedores por partida, e o São Paulo com 16.189 pessoas por jogo.

Médias-Público