Ídolo da torcida do Corinthians e citado até hoje como exemplo de jogador forte e dedicado ao clube, o volante Ralf visitou o seu ex-clube nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, e não descartou a possibilidade de um retorno. Entretanto, assegurou que isso não deve acontecer tão cedo, já que está bem no Beijing Gouan, da China.

“Me pedem para voltar e não sei o dia de amanhã. Não posso falar que não voltarei. Entrego na mão de Deus. Sei que estou feliz na China e estou defendendo as cores do Beijing Guoan hoje, onde vivo bem. Se for para um dia voltar, ficarei muito feliz”, disse o volante, que distribuiu autógrafos para algumas crianças da escolinha de futebol do clube, que acompanharam o treinamento desta sexta-feira.

Ralf não deixa que o fuso horário atrapalhe a sua torcida pelo Corinthians. Ele contou que, mesmo do outro lado do mundo, tenta acompanhar o desempenho da equipe alvinegra e os jogos. Confiante, acredita que seus ex-companheiros poderão conquistar a classificação para a Copa Libertadores e ter um fim de temporada em alto nível.

“Sei que o momento do time é delicado, mas o clube tem nome, um grande treinador, elenco forte e com certeza vai dar conta do recado e sair dessa situação em breve. A gente acompanha ainda tudo que acontece, pela internet e parentes. Hoje (sexta-feira) eu vim visitar e rever os amigos, pois estava com saudades”, contou.

Outro jogador que atua no futebol chinês e também demonstra continuar a sua torcida pelo Corinthians é o zagueiro Gil. Frequentemente, ele posta em suas redes sociais mensagens de apoio ao ex-clube e fotos em que aparece assistindo aos jogos do Campeonato Brasileiro.