Fim da novela e o Atlético finalmente apresentou o técnico espanhol Miguel Ángel Portugal, de 58 anos, como novo comandante para a temporada de 2014. Além de ter a responsabilidade de ser o primeiro treinador estrangeiro a vingar no comando do Furacão, Portugal terá a chance, no Rubro-Negro, de avançar pela primeira vez à fase de grupos da Libertadores da América. No ano passado, no comando do Bolívar, da Bolívia, o novo treinador atleticano fracassou e foi eliminado pelo São Paulo na fase preliminar da competição continental.

Para que a história não se repita em 2014, Miguel Ángel Portugal promete empenho no comando do Atlético, que é seu primeiro trabalho no futebol brasileiro. O treinador chegou na madrugada de ontem em Curitiba e já iniciou os trabalhos com o elenco. A partir de agora, ele terá que correr contra o tempo para preparar o Furacão da melhor maneira para a estreia na fase preliminar da Libertadores, dia 29, contra o Sporting Cristal, em Lima, no Peru.

Para o novo comandante, passar pelo time peruano será importante para a sequência do clube na temporada. “É importantíssimo para o clube passar da eliminatória contra o Sporting Cristal. Vamos nos preparar com todo o nosso trabalho, nossa metodologia e filosofia para passar à fase de grupos e colocar o Atlético no caminho para cumprir os seus objetivos”, destacou o treinador espanhol pouco tempo depois de ter o primeiro contato com o elenco.

Com poucas conquistas na sua carreira como treinador, Miguel Ángel Portugal pode ter no Atlético uma dupla função, pois já desempenhou a função de manager e descobridor de talentos na passagem que teve pelo Real Madrid B. Por isso, o novo comandante deverá acompanhar de perto o trabalho do sérvio Deján Petkovic à frente da equipe sub-23, que iniciará no dia 19 a disputa do Campeonato Paranaense.

Além do novo treinador, o Atlético confirmou ontem a chegada do novo auxiliar técnico, que fará parte da comissão técnica permanente do Furacão. O ex-jogador Leandro Ávila, que já desempenhou a mesma função em 2005 na comissão comandada pelo técnico Edinho, deverá ser o braço direito de Miguel Ángel Portugal no comando do time principal. “O Miguel Ángel é um profissional que já tem bastante caminho andado. Eu vou adaptar minha maneira de acordo com o modo que ele trabalha. Estamos nos entendendo e esperamos fazer um bom trabalho para deixar a torcida feliz”, concluiu Ávila.