O vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, diz que o Milan ainda não fechou o acordo com o Los Angeles Galaxy para a permanência do meia David Beckham, ao contrário da informação divulgada por alguns jornais italianos, mas declarou que o acerto está “muito próximo”.

“Estamos trabalhando para fechar ao menos a extensão do empréstimo até o dia 30 de junho, mas ainda não há acordo. O mais provável é que ele fique até o fim da temporada, volte aos Estados Unidos e se junte a nós novamente em janeiro do ano que vem”, afirmou o dirigente, homem de confiança do proprietário do clube, o magnata e premiê Silvio Berlusconi.

O empréstimo atual de Beckham vence no dia 9 de março. O jogador acertou sua ida para o Milan para não ficar inativo durante as férias da MLS, a liga norte-americana, que é disputada de abril a novembro, e poder ser convocado pelo técnico Fabio Capello para a seleção inglesa. Mas se sentiu “em casa” no clube, e tem dito que deseja ficar na Itália. “É uma negociação complicada, mas estamos tentando”, concluiu Galliani.

Os boatos sobre o Milan também atingem o técnico Carlo Ancelotti, que ficou na mira dos críticos após a eliminação na Copa da Uefa e a derrocada no Campeonato Italiano, onde o time está a 12 pontos da líder e rival Internazionale. Segundo o jornal Gazzetta dello Sport, o técnico, que assumiu o cargo em julho de 2001, só ficará se conseguir terminar o Campeonato Italiano em terceiro lugar, classificado para a próxima Liga dos Campeões. Nesta quarta, o time disputa um amistoso contra o Al Sadd, em Doha, no Catar.