O Estádio San Siro estará fechado para os torcedores no próximo jogo do Milan em casa como punição pelos cânticos insultuosos proferidos pelos torcedores do clube durante partida contra a Juventus, disputada no último fim de semana, pelo Campeonato Italiano. O time de Turim venceu a partida por 3 a 2, deixando o Milan 13 pontos atrás da líder Roma, empatado em 12º lugar com o recém-promovido Livorno.

 

É a segunda vez nesta temporada que o Milan é punido pelo tribunal em razão do comportamento da sua torcida – antes, a punição foi imposta por cânticos discriminatórios dirigidos a torcedores do Napoli. A proibição valerá para o próximo jogo do Milan, no dia 19 de outubro, diante da Udinese. O clube também foi multado em 50 mil euros.

Um comunicado do tribunal disse que o Milan foi punido porque “centenas de seus torcedores, por alguns minutos antes do início da partida e no sexto e 43º minuto do segundo tempo, cantaram insultos expressando a discriminação territorial contra os torcedores de outro clube”. O Milan imediatamente anunciou que iria recorrer da decisão, afirmando que “carecia de justificativa”.

Também nesta segunda, o tribunal suspendeu Philippe Mexes por quatro jogos, três pela agressão a Giorgio Chiellini e um pelo cartão vermelho que recebeu posteriormente. As punições aumentam os problemas do Milan, que perdeu vários jogadores por lesão, incluindo o meia brasileiro Kaká. Além disso, o time ficou sem Mario Balotelli por três jogos após o atacante insultar e ameaçar um árbitro.