Apesar de todos problemas que já enfrentou, ao ficar sem suas pranchas e sofrer uma contusão logo no primeiro dia de competição, Adriano de Souza é o único brasileiro ainda vivo na disputa da etapa do Rio do circuito mundial de surfe. Neste domingo, cinco surfistas do Brasil foram eliminados, mas Mineirinho, como ele é mais conhecido, conseguiu se manter na luta pelo título.

Até então líder do ranking mundial da divisão de elite do surfe, Gabriel Medina perdeu para o sul-africano Travis Logie na terceira rodada da etapa, que abriu o dia neste domingo na Barra da Tijuca. Com a derrota, o brasileiro já perdeu a primeira colocação na temporada, sendo ultrapassado pelos australianos Joel Parkinson e Taj Burrow, que seguem vivos na disputa no Rio.

Assim como Gabriel Medina, os brasileiros David do Carmo (diante do norte-americano Kelly Slater), Filipe Toledo (diante do australiano Bede Durbidge), Jadson André (diante do sul-africano Jordy Smith) e Alejo Muniz (diante do australiano Josh Kerr) também foram eliminados na terceira rodada.

O único brasileiro a vencer neste domingo, portanto, foi Mineirinho. Mesmo sendo obrigado a competir com pranchas novas – as suas ficaram retidas pela Receita Federal na alfândega do Aeroporto do Galeão – e tendo superado uma leve contusão nos últimos dias, ele vai avançando na etapa do Rio.

Neste domingo, Mineirinho começou o dia com vitória sobre o espanhol Aritz Aranburu. Depois, perdeu para o norte-americano Nat Young, sendo mandado para a repescagem, quando vai enfrentar, provavelmente nesta segunda-feira, o maior surfista da história, o também norte-americano Kelly Slater.

Se conseguir passar por Slater, ele vai para as quartas de final, contra o norte-americano Nat Young, que já está previamente classificado, assim como o australiano Bede Durbidge, sul-africano Jordy Smith e o australiano Taj Burrow. Assim, Mineirinho segue em busca do seu segundo título na etapa brasileira, após a vitória em 2011 – também foi vice-campeão no ano passado.