Em meio à pandemia do coronavírus e a incerteza de quando o futebol voltará a ser disputado, os jogadores fazem o que podem para manter a forma. Mas, ao mesmo tempo, podem aproveitar o tempo com a família.

Um exemplo é o atacante Miullen. O jovem jogador do Londrina de 21 anos mora dentro do CT do clube, mas, com a paralisação do esporte, pode voltar para cara, em Uberlândia, no interior de Minas Gerais

“É sempre muito bom por estar perto da minha família, já que fico longe boa parte do ano. Mas ao mesmo tempo é complicado porque é uma situação que trás medo aos familiares. Claro que mesmo assim fico feliz de estar ao lado deles neste momento, mas gostaria que a situação fosse diferente. Espero que tudo se normalize logo”, disse ele.

Porém, mesmo em casa, Miullen aproveita para manter a forma da maneira que dá, aguardando a volta aos treinamentos. O Tubarão encerrou a primeira fase do Campeonato Paranaense na sexta colocação e vai encarar o Athletico nas quartas de final. Confronto que o atacante espera que possa acontecer o quanto antes, pois significaria que a pandemia teria acabado.

“É uma situação delicada, espero que passe logo. Todos sabemos o perigo que está sendo esse novo vírus, então foi o certo parar o campeonato no meu ponto de vista. Ninguém gosta de ficar sem jogar, mas nessa situação foi a medida correta. Estou realizando treinos mesmo nesse período de quarentena para manter minha forma física para o retorno das atividades esportivas. Tenho uma bateria de exercícios já pré-definida que sigo diariamente”, relatou o atleta.

Em 2020, Miullen disputou sete jogos pelo Alviceleste, sendo seis pelo Estadual e um na Copa do Brasil, tendo sido titular em seis oportunidades. Ele marcou um gol, o da vitória por 1×0 sobre o Cianorte.

+ Mais do futebol paranaense:

+ FPF projeta volta do Campeonato Paranaense em maio
+ Nuno Leal Maia e Dion são eleitos as bizarrices do futebol paranaense
+ CBF cogita voltar com os estaduais em junho