Na tentativa de quitar todas as dívidas e salários atrasados, o Paraná Clube passou a sacolinha junto a torcedores e empresários. Entre os dias 15 e 29 de agosto, várias colaborações financeiras foram efetudas na conta do Tricolor, o que gerou uma renda de R$ 68.357,74 aos cofres paranistas. Este dinheiro será utilizado para saldar parte dos salários atrasados, referentes ao mês de junho, dos funcionários e também das categorias de base. Atualmente, só a folha salarial da administração do clube é de cerca de R$ 200 mil.

No total, foram 113 doadores. Entre eles, alguns nomes conhecidos, como o ex-presidente do Paraná, José Carlos de Miranda; o ex-advogado do clube, Alessandro Kishino; o ex-médico da equipe, Mohty Domit; o empresário Renato Trombini e o presidente do Jotinha, Joel Malucelli. “Nós sempre ajudamos o Paraná Clube. O Paraná Banco e a J.Malucelli já foram, inclusive, patrocinadores do clube. Nós temos uma simpatia muito grande com o Paraná, queremos que suba para a Série A, para fortalecer o futebol paranaense”, disse Joel.

O empresário declarou que a doação, na verdade, foi apenas uma antecipação das mensalidades do camarote que ele tem na Vila Capanema. “Como tenho um camarote na Vila Capanema, apenas antecipei as mensalidades. Mas sempre que o Paraná precisa de ajuda, estamos à disposição. Já ajudamos até fornecendo atletas do Jotinha quando eles precisaram também”, completou.