A mulher que acusa Neymar de estupro deu sua primeira entrevista após o registro do Boletim de Ocorrência na Delegacia da Mulher em Santo Amaro, São Paulo. Ela falou ao jornalista Roberto Cabrini, no SBT Brasil, na noite desta quarta (5).

+ Leia mais: Bolsonaro defende Neymar

Najila Trindade Mendes de Souza confirmou que viajou a Paris disposta a manter relações com o atleta e, também que as passagens aéreas e o hotel foram bancados por Neymar.

“Eu conversei com ele como uma pessoa comum, era um intuito sexual. Um desejo meu. Ele perguntou quando poderia ir e eu disse: “No momento não posso, por questões financeiras”. Eu não podia ir, também, por questões profissionais”, disse. Foi diante desta negativa que o atacante teria se oferecido pra bancar a viagem.

+ Veja ainda: Neymar é acusado de estupro

Ainda segundo a mulher, até certo ponto, a relação seria consensual, mas que ele a agrediu e não quis usar preservativo. Ele só percebeu que aquilo que havia acontecido era um estupro depois. “Eu vi que ele não poderia ter feito isso comigo.  Eu quero que ele pague pelo que fez”.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!