O Monterrey venceu neste domingo por 3 a 1 o Ulsan Hyundai, da Coreia do Sul, se classificou para as semifinais do Mundial de Clubes da Fifa e terá o Chelsea como adversário por uma vaga na decisão.

O primeiro gol do time mexicano foi marcado aos 9 minutos do primeiro tempo quando um cruzamento de César Delgado mal afastado pela defesa sul-coreana encontrou livre o atacante Aldo De Nigris, que deu assistência para Jesús Corona balançar a rede.

Delgado marcou o segundo do Monterrey aos 32 da etapa complementar após uma excelente triangulação na entrada da área com os mesmos De Nigris e Corona – com direito a toque de calcanhar deste último.

Aos 39, o atacante argentino fez o segundo dele e o terceiro do campeão da Concacaf, assumindo a artilharia do Mundial. O Ulsan, campeão asiático e que teve entre os titulares o atacante brasileiro Rafinha, revelado pelo Nacional-SP, descontou três minutos depois, com o meia Lee Keun-ho.

Apesar do frio intenso e da neve que caiu durante o segundo tempo da partida realizada na cidade de Toyota, o Monterrey não caiu de rendimento e despediçou várias oportunidades de gol.

A partida marcou a estreia no futebol profissional do sistema Hawk-Eye (“olho de falcão”), já utilizado no tênis e no críquete e que, a partir de câmeras de vídeo de alta velocidade, pode ajudar a esclarecer se a bola ultrapassou ou não a linha em lances de gol duvidosos. Porém, não houve ocasiões em que fosse preciso utilizá-lo.

O Estádio Toyota, palco do duelo de hoje, será o mesmo da estreia do Corinthians na competição, na próxima quarta-feira, contra o vencedor de Sanfrecce Hiroshima e Al Ahly.

Já a equipe mexicana voltará a campo no dia 13, em Yokohama, para encarar o Chelsea.