O técnico português Jose Mourinho procurou não causar qualquer polêmica com a arbitragem nesta sexta-feira, um dia antes da aguardada decisão da Liga dos Campeões entre Inter de Milão e Bayern de Munique, no Santiago Bernabéu, em Madri.

Embora tenha sugerido que a equipe italiana foi prejudicada contra o Barcelona, quando o brasileiro Thiago Motta foi expulso ainda no primeiro tempo da semifinal, Mourinho disse confiar na arbitragem do inglês Howard Webb, de 38 anos.

“A Inter chegou à final depois de jogar 60 minutos com dez jogadores, quando deveríamos tez os onze em campo. Mas incidentes envolvendo a arbitragem no passado não precisam ser levados em conta”, afirmou o treinador português nesta sexta-feira.

“Amanhã (sábado), a Inter quer vencer, o Bayern quer vencer e o trio de arbitragem também quer vencer. É como uma final de Mundial, então todos querem fazer um grande trabalho. Confio nos juízes”, garantiu.