Campeão italiano mais uma vez e na final da Liga dos Campeões com a Inter de Milão, o técnico português José Mourinho segue focando grandes desafios em sua carreira. Embora negue que esteja próximo de deixar o seu clube, o treinador admitiu que sente-se pronto para assumir o Real Madrid na próxima temporada.

Mourinho revelou a possibilidade em entrevista publicada nesta quarta-feira pelo jornal espanhol Marca. Ele é cotado como o principal nome para assumir o lugar do ameaçado chileno Manuel Pellegrini, que fracassou na tentativa de levar o Real ao título da Liga dos Campeões e do Campeonato Espanhol desta temporada.

“Tudo que eu posso dizer é que um grande técnico ou jogador que não atuar em um clube como o Real Madrid irá terminar a carreira com algo faltando”, afirmou Mourinho, que depois enfatizou: “Eu quero treinar o Real Madrid, com 100% de certeza. Se isso vai acontecer no próximo ano ou mais tarde eu não posso dizer”.

Curiosamente, Mourinho irá comandar a Inter de Milão contra o Bayern de Munique, no próximo sábado, justamente na casa do Real Madrid, o Estádio Santiago Bernabéu, palco da grande decisão da Liga dos Campeões da Europa.

E Mourinho vê o Real como única opção de trabalho para o caso de ele sair da Inter de Milão, cujo contrato que tem com o treinador vai até o final da próxima temporada. “Para deixar esse clube após dois anos de trabalho incrível, isso só poderia ser para (ir) ao (Real) Madrid”, ressaltou o treinador, lembrando que, se assumir a equipe madrilenha, o fará com a “consciência limpa”.

A saída de Pellegrini do Real é esperada até pelo fato de que o presidente do clube, Florentino Perez, gastou cerca de 250 milhões de euros na contratação de jogadores como Cristiano Ronaldo e Kaká, mas até agora não viu nenhum deles levantar uma taça pelo time.