Milão – O volante Mozart foi flagrado no exame antidoping durante partida do Campeonato Italiano, segundo anunciou ontem a Federação de Medicina Esportiva da Itália. O brasileiro, da Reggina, teria ingerido a substância proibida betametasona e já foi suspenso preventivamente. Aos 25 anos, Mozart está desde 2000 no futebol italiano – revelado pelo Coritiba, ele passou ainda pelo Flamengo antes de seguir para a Reggina. O exame que detectou a substância proibida foi realizado no dia 3 de outubro, quando o time do brasileiro perdeu para o Milan por 3 a 1.

A diretoria da Reggina já avisou que Mozart é inocente da acusação. Segundo o clube, o exame antidoping deu positivo porque o jogador brasileiro teria aplicado uma pomada contra picada de insetos em sua filha de 3 anos e o medicamento teria deixado vestígios em seu organismo.