Porto Alegre (AE) – Depois de uma semana de reclamações contra erros de arbitragem que teriam prejudicado o time, o Internacional joga contra o Palmeiras, hoje, no Beira-Rio, com a obrigação de ganhar para manter as chances de ser campeão brasileiro. O técnico Muricy Ramalho fez do mistério uma arma para superar o time de Emerson Leão e não anunciou os titulares da lateral esquerda, da meia-esquerda e de uma das vagas do ataque. Mas revela sua grande preocupação: conter as arrancadas de Juninho e de Marcinho.

Apesar do suspense, Muricy tende a escalar Alex na lateral esquerda, mesmo que Jorge Wagner, o titular, tenha condições de voltar, recuperado de uma contusão, depois de ficar fora de dois jogos. Para a vaga do meia Tinga, suspenso, o técnico confirmou Wellington, um jogador de características semelhantes, capaz de auxiliar a defesa e de aparecer eventualmente no ataque.

A substituição do outro meia, Ricardinho, também suspenso, é mais problemática. Em vez de Mossoró, que joga na posição, mas com propensão a atacar, Muricy prefere um jogador de ligação, disposto a trocar passes com os volantes e a lançar os atacantes. Jorge Wagner surge com chances porque já jogou na posição. Porém o mais provável é que Fernandão seja recuado do ataque para o setor, abrindo vaga para Iarley formar dupla com Rafael Sobis.

Apesar de jogarem contra um rival do Corinthians, os colorados não esperam vida fácil neste domingo. ?Tudo tem sido difícil para nós?, ressalta Muricy Ramalho. ?Como o Palmeiras está com chances de se classificar para a Libertadores, será um obstáculo ainda maior?, comenta, prevendo um jogo aberto por causa da necessidade que os dois times têm de ganhar.

Palmeiras

Definitivamente, a conquista de uma vaga na Libertadores de 2006 vai salvar o ano para o Palmeiras. Para isso, o time do técnico Emerson Leão não pode perder hoje para o Internacional. A principal novidade do time será a volta do lateral Lúcio como titular.