Se os efeitos da paralisação do Brasileiro serão positivos ou não, só o futuro dirá. Mas para dois jogadores do Paraná Clube o calendário atípico é motivo de comemoração. O ala Murilo e o meia Bruninho se não houver imprevistos são reforços que o técnico Marcelo Oliveira ganha já para o mês de julho, quando a competição será retomada.

Recuperados de lesões, terão pouco mais de três semanas para acelerar o processo de preparação física. Em especial Murilo. O ala já poderia estar atuando, mas se queixou de um desconforto no ombro operado com uma visível limitação de movimentos e por isso ganhou um tempo a mais para a recuperação total. Agora, deverá iniciar a intertemporada trabalhando normalmente com o grupo.

A posição ainda não conta com um titular absoluto, diferente do que ocorre nas outras vagas do setor defensivo. O goleiro Juninho, o trio de zagueiros Alessandro Lopes, Irineu e Luís Henrique e o ala-esquerdo Gilson são vistos, hoje, como “absolutos” no time. Já na direita, Marcelo Oliveira precisou improvisar João Paulo em alguns momentos ou alternar entre André Luiz e Jefferson.

A volta de Murilo daria uma possibilidade até para a diretoria repensar a eventual busca por outro lateral-direito. “É algo que estamos avaliando, em conjunto com a comissão técnica”, disse o vice de futebol Aramis Tissot. Na prática, a certeza de que Murilo estará 100% para atuar a partir do dia 13 de julho (frente ao Icasa, em Juazeiro do Norte) faria com que os dirigentes abortassem a vinda de outro jogador para a posição.