Rival do Atlético Mineiro, seu ex-clube, no Mundial de Clubes, o brasileiro Muriqui foi eleito melhor jogador estrangeiro do futebol asiático no ano 2013. A cerimônia da AFC (Associação Asiática de Futebol) foi realizada na noite de segunda-feira, em Kuala Lumpur, na Malásia, e premiou mais de uma dezena de categorias.

Muriqui ajudou o Guangzhou Evergrande, clube de Dario Conca, a conquistar pela primeira vez o título da Liga dos Campeões da Ásia, sendo o artilheiro do torneio com 13 gols e também eleito o melhor jogador da competição. O título da Liga classificou o Evergrande para o Mundial de Clubes de dezembro, no Japão.

“Estou muito feliz de ter vencido este prêmio, mas isso é resultado de um trabalho de equipe, assim como de esforço individual. Estou também muito feliz pelo desempenho da equipe na Liga esta temporada”, comemorou Muriqui.

O brasileiro de 27 anos, ex-jogador de Vasco e Atlético-MG, está no Evergrande desde 2010, quando deixou o clube mineiro. Naquela temporada, ajudou o clube chinês a subir à primeira divisão do país. Nas três temporadas seguintes levou o time de Guangzhou ao título do Campeonato Chinês.

Companheiro de ataque de Muriqui, o chinês Fan Zhiyi venceu o prêmio de melhor jogador asiático do ano, se tornando o primeiro do país a ser premiado desde 2001. O Guangzhou Evergrande estreia no Mundial de Clubes contra o Al-Ahly, nas quartas de final. Se vencer, pega o Bayern de Munique.