Cabeça de chave 2 do Masters 1.000 de Xangai, o britânico Andy Murray não teve maiores dificuldades para confirmar o seu favoritismo nesta sexta-feira. Ele garantiu vaga na semifinal ao vencer o australiano Matthew Ebden por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2.

Principal favorito ao título após a eliminação de Rafael Nadal logo nas oitavas de final, Murray terá pela frente agora o japonês Kei Nishikori, que fez história nesta sexta ao bater o ucraniano Alexander Dolgopolov por 2 sets a 0, com 6/4 e 6/3. Ele se tornou o primeiro tenista japonês a se classificar para a semifinal de um Masters 1.000 da ATP e, com o feito, irá se tornar o jogador do seu país com melhor ranking na história, com a 32.ª posição na próxima segunda-feira – ele atualmente é o 47.º do mundo.

O fato de colocar o Japão em um novo patamar no tênis foi festejado por Nishikori nesta sexta. “Será uma sensação especial quando eu voltar ao Japão. As pessoas às vezes me reconhecem quando eu ando na rua. Eu realmente estou desfrutando de como as coisas estão acontecendo na minha vida”, festejou.

Murray, por sua vez, busca em Xangai o seu terceiro título consecutivo, depois de ter vencido os torneios de Bangcoc e Tóquio nas últimas semanas. E, caso volte a ser campeão neste domingo, irá tomar do suíço Roger Federer a terceira posição do ranking mundial.

A outra semifinal em Xangai irá reunir dois espanhóis: David Ferrer e Feliciano Lopez. O primeiro deles, o cabeça de chave número 3 do torneio chinês, bateu nas quartas de final o norte-americano Andy Roddick por 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (5/7), 6/2 e 7/6 (7/2). Já Lopez aplicou 6/2 e 6/4 sobre o alemão Florian Mayer, que na última quinta foi responsável pela surpreendente eliminação de Rafael Nadal.

DUPLAS – Os brasileiros Thomaz Bellucci e Bruno Soares deram adeus, nesta sexta-feira, ao torneio de duplas do Masters 1.000 de Xangai. O primeiro deles fez parceria com o croata Ivan Dodig e acabou derrotado pelos indianos Mahesh Bhupathi e Leander Paes por 2 sets a 0, com 6/3 e 6/4, nas quartas de final.

Já Bruno Soares, que teve como parceiro o espanhol Nicolas Almagro, foi superado pela dupla formada pelo canadense Daniel Nestor e pelo bielo-russo Max Mirnyi, que aplicaram duplo 6/2. Com a vitória, o tenista do Canadá e o da Bielo-Rússia irão encarar Bhupathi e Paes em uma das semifinais.

A outra semifinal de duplas irá reunir os poloneses Mariusz Fyrstenberg e Marcin Matkowski contra o francês Michael Llodra e o sérvio Nenad Zimonjic. Os tenistas da Polônia surpreenderam nesta sexta ao eliminarem os irmãos Bob e Mike Bryan, cabeça de chave número 1, com uma vitória por 2 sets a 1 (3/6, 6/4 e 12/10). Já Llodra e Zimonjic bateram o romeno Horia Tecau e o sueco Robert Lindstedt, também por 2 a 1, com 7/6 (7/4), 3/6 e 10/7.