O Atlético Paranaense terá que receber o Grêmio nesta quarta-feira, às 21 horas, no estádio Couto Pereira, do arquirrival Coritiba, em Curitiba, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O acordo para atuar na casa de seu principal adversário aconteceu por conta do show do cantor Rod Stewart, programado para esta quinta na Arena da Baixada.

A última vez que isso aconteceu foi há 10 anos. Em 2005, o time rubro-negro ficou no empate sem gols com o Fortaleza, pelo Campeonato Brasileiro. Na época, o Atlético foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após um foguete ter sido arremessado no gramado da Arena da Baixada e atuou no Couto Pereira.

Desta vez, o evento internacional acontece em um momento inoportuno para o Atlético, que não contará com seu estádio em um duelo direto pelo G4. O time paranaense é o sétimo colocado com 38 pontos, a três de distância da zona de classificação à Copa Libertadores. O Grêmio está em terceiro lugar, com 45.

Sem a Arena da Baixada, o técnico Milton Mendes utilizou como arma o mistério na escalação da equipe. “Teremos uma mudança com certeza, mas talvez façamos mais uma ou duas”, despistou o treinador. O zagueiro Kadu e o meia Marcos Guilherme não participaram do último treino e são candidatos a deixar a equipe por conta de cansaço muscular.

A mudança certa é a saída do meia Nikão, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O meia Bruno Mota e o volante Hernani disputam a posição. O meia colombiano Daniel Hernández, titular nos últimos jogos, começará no banco de reservas por opção tática. “Estou com uma ideia diferente. Não vou confirmar quem vai jogar porque ainda não falei com os jogadores. O Hernández pode ser uma possibilidade no decorrer da partida”, revelou o treinador.