Os familiares dos quatro sobreviventes brasileiros do voo da Chapecoense que caiu na segunda-feira (madrugada de terça pelo horário de Brasília), na Colômbia, formaram uma corrente de união e solidariedade para superar o momento difícil. Neste sábado, familiares do jornalista Rafael Henzel e do lateral Alan Ruschel disseram que, apesar da angústia pela situação médica difícil dos hospitalizados, já comemoram o milagre de ainda terem parentes com vida.

Os brasileiros vieram até Rionegro, na região metropolitana de Medellín, onde trocam experiências e contam com o apoio de uma equipe de psicólogos do hospital San Vicente, para onde os quatro feridos foram levados. Desde sexta-feira o grupo foi reunido no mesmo local, pela estrutura e para facilitar o atendimento. Estão internados na UTI o lateral Alan Ruschel, o zagueiro Neto, o goleiro Follmann e o jornalista Rafael Henzel.

“Acompanhar a evolução clínica deles têm sido fantástico. Estamos com as família unidas, trocando experiências, um ajudando ao outro. O povo colombiano é espetacular. Não esperava uma atitude deles. É uma organização excelente. Eu esperava um caos, até pela tragédia que foi. Mas foi muito o contrário do que esperava”, relatou o primo de Henzel, Roger Valmorbida, em depoimento no hospital.

Ele e o pai do lateral Alan Ruschel, Flávio Ruschel, elogiaram a solidariedade do público colombiano e a estrutura do hospital. O San Vicente é considerado um dos melhores da região e foi inaugurado há cinco anos. O prédio moderno fica perto do aeroporto internacional, a cerca de 40km do centro de Medellín.

Os dois familiares usavam um broche com a bandeira colombiana e estavam emocionados. “Só quero passar a todos que o Alan está bem. Ele está evoluindo minuto a minuto, não é mais dia a dia. Quero agradecer ao povo colombiano, principalmente as autoridades, pelo carinho e apoio. Estamos muito gratos”, disse Flávio Ruschel. “As famílias estão unidas, trocando experiências e um tentando ajudar ao outro de alguma forma. Estamos contentes com a evolução dos quatro, que conseguiram escapar dessa tragédia. Já é um verdadeiro milagre”, completou.