Berlim – A despedida do Mundial tem de ser tão festiva quanto o restante do torneio para a seleção da Alemanha. Ordem do chefe Jürgen Klinsmann. Para animar a comemoração, o técnico, que não terá Michael Ballack, contundido, garantiu que o reserva Oliver Kahn será o goleiro titular na disputa do terceiro lugar, a partir das 16h de hoje, diante de Portugal, em Stuttgart. ?Queríamos muito ir à final, mas não fomos. Agora temos de dar o máximo por esta última partida?, disse o treinador, cobrando empenho total dos atletas. Ele acha que o povo alemão merece fechar com chave de ouro a Copa em seu país. ?Vamos fazer tudo para ser o 3.º do mundo.?

Com a anuência de Jens Lehmann, Kahn, eleito melhor jogador no Mundial de 2002, será a atração do jogo. ?O que Oliver fez durante toda a competição foi excepcional. Merece ter essa oportunidade?, explicou Klinsmann, referindo-se principalmente ao gesto de ter desejado sorte ao desafeto pouco antes das cobranças de pênaltis nas quartas-de-final, contra a Argentina.

A festa, no entanto, não terá todas as estrelas. Ballack capitão da equipe, foi vetado na véspera do confronto por sentir dores no joelho esquerdo.

Kahn, com 37 anos, tem contrato até 2008 com o Bayern de Munique, mas deve encerrar sua carreira na seleção contra Portugal – na qual o meia Figo também já anunciou aposentadoria. Ballack completa 30 anos em setembro, quando já estará vestindo a camisa do Chelsea, da Inglaterra.

Klinsmann levou o desacreditado grupo à semifinal do torneio e, se continuar no cargo, não deve desistir da idéia de renovação. Ainda que elogie e fale que ?o meia sempre foi um jogador essencial para o esquema?, o capitão alemão perdeu espaço e pode também estar com seus dias contados.

A Alemanha entra em campo em Stuttgart com várias alterações. Além de Kahn, as novidades serão Marcel Jansen na lateral-direita de Friedrich, Robert Huth no lugar do zagueiro Mertesacker e Thomas Hitzlsperger na posição de Ballack. Frings retorna ao time após cumprir suspensão no jogo contra a Itália.

O atacante Klose era dúvida, mas está confirmado. ?E nosso objetivo é que ele faça um ou dois gols e se firme como o maior goleador da Copa (já tem 5 e é o artilheiro isolado)?, vendeu mais uma vez o duelo de logo mais, o treinador alemão.

Acusação

Frings retorna, mas bem pouco satisfeito. Em suas declarações ao jornal alemão Bild desta sexta, o jogador se mostrou revoltado por ter sido punido após a confusão ocorrida na partida das quartas-de-final, contra a Argentina – ele foi flagrado pelas câmeras dando um soco no adversário Julio Cruz. ?Tudo isto é política. A Fifa só queria, com a minha suspensão, mostrar que a Alemanha não era favorecida por ser a organizadora do Mundial?, alegou.

Felipão dirige Portugal com cheiro de despedida

Stuttgart – A derrota para a França e a indefinição da permanência de Luiz Felipe Scolari caíram como uma ducha fria na seleção de Portugal para a disputa do terceiro lugar da Copa do Mundo, hoje, às 16h (de Brasília), em Stuttgart, diante da Alemanha. Os jogadores entram em campo com o pensamento focado mais no que deixaram de ganhar do que naquilo que podem conquistar. Para piorar a situação, surgem boatos de que o treinador brasileiro deixaria o cargo após o vencimento de seu contrato no dia 31.

?O jogo pelo terceiro lugar é um sofrimento?, disse Felipão, que explicou como pretende motivar seu elenco. ?Vamos usar imagens de Portugal durante as palestras e algumas palavras serão endereçadas a alguns atletas de forma individual?, disse o técnico, que completa 50 jogos no comando da seleção. São 31 vitórias, 11 empates e sete derrotas.

Ontem, o jornal português Record estampou que ?Scolari sai? após a Copa. ?Amanhã (hoje) será mesmo meu último jogo no Mundial?, disse o treinador. ?Mas não há nada definido. Converso sempre com o presidente da federação e restam poucos detalhes a serem definidos?, disse Felipão.

Gilberto Madaíl, presidente da Federação Portuguesa, disse que ficou surpreso ao ler a notícia. ?É surpreendente porque todas as conversas que tenho com Scolari é para que ele permaneça.? O problema é que Portugal estréia dia 2 de setembro nas eliminatórias da Eurocopa-2008.

Esta indefinição causa rumores. O sueco Sven-Goran Eriksson, ex-Inglaterra e que já trabalhou muito bem pelo Benfica, poderia substituir o treinador brasileiro. Seu destino poderia ser a Espanha, cujo futebol passa por momento semelhante do português há quatro anos: confiança e resultados.

Susto

Como se não bastasse esses problemas, a delegação portuguesa passou por um susto ontem durante a viagem de Munique para Stuttgart. O avião que levava a equipe enfrentou uma tempestade, não conseguiu aterrissar em Stuttgart e foi parar em Frankfurt. ?Realmente, passamos por momentos de tensão?, disse Felipão.

Podolski, melhor promessa

Berlim – Depois de ser criticado durante o torneio, o atacante Lukas Podolski, de 21 anos, marcou três gols, calou os que o queriam fora da seleção alemã e ainda foi eleito, ontem, o melhor jogador jovem da Copa do Mundo. Concorriam na premiação da Fifa todos os atletas do mundial que nasceram a partir de 1985.

O técnico Jürgen Klinsmann não se surpreendeu. ?Ele [Podolski] confirma sua evolução com essa premiação. É um atleta que vem subindo muito de produção nos últimos dois anos?, disse. O treinador lembrou que o atacante está desde 2004 na seleção e teve grande fase atuando na segunda divisão do futebol alemão, em 2005. Naquele ano, com 24 gols, levou o modesto Colônia de volta à Bundesliga. Hoje, ele é jogador do Bayern de Munique.