Suspenso por um ano após resultado positivo em um exame antidoping, o volante Fred, do Shakhtar Donetsk, será um dos 18 jogadores que estarão em campo pelo Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio-2016. A suspensão imposta pela Fifa se encerrou apenas na segunda-feira passada, e mesmo sem ter ritmo de jogo Fred ganhou um voto de confiança da comissão técnica da seleção olímpica.

“A gente tem acompanhado o Fred, e desde o dia 11 de junho ele está trabalhando com bola, trabalhando normalmente e fazendo a pré-temporada no Shakhtar”, disse ao Estadão.com o técnico Rogério Micale, pouco depois de anunciar os convocados para a Olimpíada. “É um jogador da nossa confiança e que se enquadra naquilo que a gente quer como plataforma de jogo, como sistema.”

Em 2015, Fred foi suspenso por um ano pela Conmebol após ser flagrado pelo uso de hidroclorotiazida, um diurético utilizado para controle de doenças como hipertensão e insuficiência cardíaca. O medicamento é considerado doping porque pode mascarar outra substância ilegal. Em fevereiro deste ano, a Fifa confirmou a suspensão, que se encerrou no último dia 27.

Questionado sobre o aspecto psicológico do jogador, Micale demonstrou otimismo. “(A cabeça dele está) Ótima, ótima. Conversamos, ele quer muito vir. Está muito tranquilo”, afirmou o treinador.