Como o primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil será apenas no próximo dia 21, o Santos traçou a meta de entrar no G4 do Campeonato Brasileiro antes do confronto contra o São Paulo. É possível, inclusive, que o objetivo seja alcançado já neste domingo. Para isso acontecer, a equipe tem de bater o Fluminense, às 16h, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, pela 29.ª rodada, e torcer por um tropeço do Palmeiras, que enfrenta a Chapecoense em Santa Catarina.

Em acordo com o presidente Modesto Roma Junior, o técnico Dorival Júnior não tem priorizado nenhuma competição. A ordem é escalar força máxima em todas as partidas, mesmo com o risco de os jogadores sofrerem lesões provocadas pelo desgaste físico.

A última baixa foi o lateral-esquerdo Zeca, que sofreu um estiramento muscular na coxa esquerda na vitória por 3 a 2 sobre o Figueirense, na última quinta-feira, pela Copa do Brasil.

Dorival Júnior já não pode contar com o atacante Geuvânio. Com uma lesão na coxa direita, o jogador está fora de combate desde o início do mês passado e a previsão do departamento médico é que só voltará a jogar na segunda partida da semifinal da Copa do Brasil, no próximo dia 28.

A partida deste domingo será especial para o zagueiro David Braz. No Santos desde 2012, ele completará 100 partidas pelo clube. “No começo foi difícil, me machuquei logo no primeiro jogo, não tive mais sequência. Fui emprestado, voltei, sendo a última opção da posição, mas alguns jogadores se machucaram e tive a chance de jogar. Desde 2014, tenho sequência. É um orgulho muito grande chegar nessa marca”, disse.